facebook:

Sobre os rumos da política nacional

 

  Publicado em: 12/02/2015

 
POLÍTICA. O que me deixa mais inquieto não é quando me chamam de otário ou idiota por ser atual crítico ao PT e aos governos que este partido está à frente. De fato, o que me inquieta é a argumentação especulando sobre erros dos outros. Procurem por aí a minha filiação partidária! Se encontrarem, publiquem, por favor. Eu não sou filiado a nenhum partido político. Eu, quando critico o PT, não estou defendendo nenhum dos outros "P" da nação (e olha que são 32 partidos!!!). O seu erro não me torna melhor. O meu erro não o faz melhor. Simples! Se hoje o partido de plantão (que fez coisas boas para o povo) está derretido nas benesses do poder e enlameado até a alma deve ser cobrado pelas suas mazelas, sim. Não acho que quem votou no PT seja único responsável nem seja idiota, como alguns apregoam. Afinal, a campanha foi pautada pela "leviandade". Tanto que há vídeos sobejos com produção milionária sustentando o insustentável. Por favor! Se me considerar idiota, otário ou tucano, peço que reze por mim. Eu só quero o Brasil livre desses que arrotam ética e probidade quando na verdade são sepulcros caiados.

Sandro Rogério dos Santos é tarabaense nascido em Presidente Prudente aos 4/4/1976. Padre diocesano da Igreja Católica Apostólica Romana desde 7/9/2004. Licenciado em Filosofia pela Universidade do Sagrado Coração (USC-Bauru) e bacharel em Teologia pela Pontifícia Universidade Nossa Senhora da Assunção (São Paulo). Pároco do Santuário Santa Teresinha (Jd. Maracanã) Presidente Prudente. Apresentou programas de rádio, atuante nos meios de comunicação e nas redes sociais, foi até setembro de 2012 o responsável pelo Setor Diocesano de Comunicação.

Erro ao conectar com banco