| Presidente Prudente/SP

Em exibição no Sesc, documentário aborda relação da mulher negra com a dor

Da Redação

Em 27/11/2017 às 08:05

Documentário constitui uma discussão aprofundada acerca da origem dos problemas de saúde que mais acometem a população negra

(Foto: Guma/Leonardo Galina)

Uma casa é a morada de cinco mulheres ancestrais que têm em comum a busca pelo processo de cura física e espiritual, a superação do racismo e o compartilhamento de uma nova vida. Esse é o enredo do espetáculo da Cia. Capulanas de Arte Negra, que deu origem ao documentário de mesmo nome, Sangoma, exibido pelo Sesc Thermas de Presidente Prudente nessa terça-feira (28), a partir das 20h30. A entrada é gratuita.

Somado aos depoimentos de especialistas e imagens de arquivo, o documentário constitui uma discussão aprofundada acerca da origem dos problemas de saúde que mais acometem a população negra, e o quanto o processo de racismo adoece o físico, o emocional, o psicológico e o espiritual da população negra.

No diálogo com a tradição africana, as atrizes interpretam as sangomas: mulheres escolhidas por seus ancestrais para darem continuidade aos trabalhos de cura espiritual e física dentro da comunidade. A peça é ambientada em uma casa onde os espectadores percorrem cada cômodo sentindo de perto o depoimento das personagens que ali vivem.

Com direção de Daniel Fagundes, o média-metragem encerra o especial de cinema de novembro em celebração à Consciência Negra que, ao longo do mês, apresentou produções que abordam conflitos raciais e a diversidade da cultura afro.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.