| Presidente Prudente/SP

Marco pop dos anos 80 é exibido na tela do Cine Bosque

Da Redação

Em 21/05/2018 às 13:13

Footloose empolga com inspiração, números musicais deslumbrantes e uma eletrizante trilha musical

(Foto: Divulgação)

Tudo o que ele queria fazer era dançar. Para isso, o jovem Ren, interpretado por Kevin Bacon, vai desafiar a lei conservadora de uma cidade que proíbe a música e a dança, na trama de Footloose – Ritmo Louco, filme que se tornou um marco pop dos anos 1980. O clássico tem exibição no Sesc Thermas de Presidente Prudente nessa terça-feira (22), pelo Cine Bosque. A entrada é gratuita.

Com início às 19h30, a sessão dá continuidade à mostra cinematográfica de maio, que convida os espectadores a levantarem das cadeiras e dançarem ao som das trilhas sonoras dos filmes, junto com os bailarinos da ‘Mudança’, companhia de dança prudentina. A mostra segue até o fim do mês com a exibição do documentário Brincante (29/5).

Mais sobre o filme

Na trama, Ren MacCormack é um jovem da cidade grande. No terceiro ano do ensino médio, Ren sai de Chicago e se muda com sua mãe (Lee McCain) para a pequena cidade de Bomont, no interior.

Além de ter que se adaptar ao novo estilo de vida, Ren, que é apaixonado por dança e fã de artistas como David Bowie, The Police e Men at Work, ainda precisa lidar com uma lei absurda que rege o lugar.

Anos atrás, um grave acidente matou cinco jovens que saíam de uma festa. Depois do ocorrido, o conselho local e o Reverendo Shaw Moore (John Lithgow), pai de um dos jovens falecidos, decidiram banir, de uma vez por todas, a música alta e a dança na cidade.

Disposto a organizar um baile de formatura, o jovem decide desafiar a regra local e lutar pela restauração da dança. As coisas ficam ainda mais complicadas quando Ren se apaixona por Ariel Moore (Lori Singer). A moça é, nada menos, que a filha do conservador reverendo Shaw Moore (John Lithgow), responsável pelo banimento da dança na cidade.

Footloose empolga com inspiração, números musicais deslumbrantes e uma eletrizante trilha musical. Mostra a eterna luta entre o prazer inocente e a moral rígida. Mal recebido pela crítica da época, o filme tornou-se um sucesso de bilheteria, arrecadando quase 80 milhões de dólares, dez vezes mais que seu custo de produção.

Grande parte deste sucesso deve-se à trilha sonora da obra, aclamada pelo público e indicada ao Oscar de Melhor Canção Original, por meio das músicas “Let’s Hear It For The Boy” e o hit “Footloose”, que também concorreu ao Globo de Ouro. Sem conseguir levar nenhum desses prêmios para casa, Miles Goodman, Kenny Loggins, Dean Pitchford e Tom Snow, responsáveis pela direção musical do longa, acabaram consagrados com um Grammy Award.
 

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.