| Presidente Prudente/SP

Festival revive tradicional brincadeira de bets no Sesc Thermas

Da Redação

Em 09/02/2018 às 09:47

Vivência gratuita ocorre no sábado (10) e domingo (11); não é necessário fazer inscrição

(Foto: Cedida/AI)

Presente na lembrança da infância de muitos adultos, o jogo de bets é relembrado durante festival neste fim de semana no Sesc Thermas de Presidente Prudente. Sábado (10) e domingo (11), os participantes podem vivenciar uma das brincadeiras mais populares entre as crianças das décadas de 80 e 90. A participação é gratuita.

Tradicional, em diferentes regiões do Brasil o jogo também é conhecido como taco, tacobol, bete-ombro, bete, betcha, becha, bets lombo, casinha, entre outros. "É uma ação aberta para todas as idades, na qual é possível a interação entre gerações devido os pais, tios ou avós terem praticado na infância ou adolescência e, agora, surge a oportunidade de brincarem com seus filhos e netos", comenta a monitora de esportes do Sesc Thermas, Andrea Mello.

Para participar, não é necessário fazer inscrição. A atividade será das 14h às 18h, no bosque do Sesc. "A brincadeira chama atenção porque pode ser realizada em qualquer lugar e não necessita de itens complexos. O bastão pode ser feito de qualquer material e a casinha de lata vazia ou de galhos", explica ela.

Com origem desconhecida, o bets é apontado como um jogo derivado do críquete britânico; do termo bet (aposta, em inglês), pois havia a prática de se apostar dinheiro em partidas de críquete. Outra versão considera que o nome surgiu da palavra bat (bastão, em inglês), que no caso seria relativo ao taco.

Fato é que a brincadeira marcou a infância de muita gente em época sem celular, internet ou qualquer outro tipo de tecnologia. "É uma brincadeira que trabalha muito a capacidade individual de cada participante e suas estratégias. Por isso, torna-se um jogo tão divertido", destaca a monitora.

O jogo

O objetivo do bets é trocar de base cruzando os tacos no meio do campo, o que equivale a 1 ponto. A outra dupla, da bolinha, tem de primeiro conquistar o taco - derrubando a casinha ou “queimando” o adversário - para somente depois buscar o acúmulo de pontos. O jogo acaba quando uma das duplas totalizar 24 pontos e completar o “ritual” de encerramento da partida.

Conheça algumas regras

A bolinha é rebatida para frente: A dupla corre para trocar de base cruzando os tacos no meio de campo, antes que os adversários recuperem a bolinha e se aproximem novamente das bases.

A bolinha é rebatida, mas não ultrapassa a linha da base oposta: o lançador tem o direito de arremessar novamente a bolinha, desta vez do lugar onde a mesma estacionou.

A bolinha raspa no taco do rebatedor, correndo para trás da base: “1 para trás”. Ao acumular “3 para trás” a dupla perde a posse do taco.

A bolinha é rebatida, mas é pega no ar pelo lançador: a dupla perde automaticamente a posse do taco.

A bolinha derruba a casinha: a dupla perde automaticamente a posse do taco.

A bolinha toca o rebatedor que está com o taco fora da base: a dupla perde automaticamente a posse do taco.

A bolinha passa direto pela casinha e pelo rebatedor: o lançador do lado oposto pega a bolinha e se prepara para o arremesso contra a outra casinha.
 

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.