| Presidente Prudente/SP

Bugalho "frita" secretário e tira poder da Semav sobre transporte coletivo

Prefeito decide centralizar autonomia sobre transporte devido insatisfações

Rogério Mative

Em 17/01/2018 às 13:16

Bugalho decidiu centralizar todas as questões relativas ao serviço prestado em Presidente Prudente

(Foto: Ananias Pinheiro/Secom)

Insatisfeito com as decisões tomadas pela Secretaria Municipal de Assuntos Viários (Semav), que seguem gerando reclamações de usuários do transporte coletivo, o prefeito Nelson Bugalho (PTB) decidiu centralizar todas as questões relativas ao serviço prestado em Presidente Prudente.

Desde o dia 4, a Pruden Express, agora Prudente Urbano, realiza a prestação de serviços sozinha na cidade após vencer a licitação em setembro do ano passado. Com a mudança, a frota começou a mudar de cor e, nesta semana, a Semav anunciou a alteração em horários e itinerários de 15 linhas, porém, apenas um dia antes da implantação do novo sistema.

Pegos de surpresa, usuários iniciaram protestos e o número de críticas "pipocou" nas redes sociais. Na tentativa de controlar a insatisfação da população, Bugalho anunciou, nesta quarta-feira (17), que caberá a ele definir sobre horários de ônibus, mudanças de itinerários, entre outros assuntos relativos ao setor de transporte.

"Diante da insatisfação causada pela mudança nos horários de 15 linhas de ônibus, divulgada nesta terça-feira [16/01], o Governo de Presidente Prudente comunica que todas as decisões relacionadas à gestão do transporte coletivo urbano serão centralizadas no gabinete. Caberá ao chefe do executivo, após consulta à equipe técnica da Semav, definir sobre horários de ônibus, mudanças de itinerários, entre outras questões relativas ao serviço", diz, em nota enviada pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom).

Porém, Bugalho não deixou claro se suspenderá as mudanças realizadas em 15 linhas, que estão previstas no Plano de Mobilidade Urbana e no Plano Diretor de Transporte Coletivo, debatidos em audiências públicas e aprovados pela Câmara Municipal.

Conforme apuração do Portal, Bugalho entendeu que o secretário municipal Oswaldo de Oliveira Bosquet precipitou-se nas decisões em um momento de transição e adaptação do transporte coletivo. Apesar de prevista, a mudança deveria ser planejada e divulgada com antecedência.

Tirou autonomia

Bugalho vai rever a autonomia da Semav em gerenciar o transporte público. Ou seja, pode limitar o poder de Bosquet em decisões sobre o setor. "Até agora, a Secretaria Municipal de Assuntos Viários tinha autonomia para gerenciar o transporte público, o que já está sendo revisto pela administração", finaliza a nota.

Ainda segundo a Secom, o prefeito falará sobre a decisão tomada em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Pode trocar comando

No cargo desde a saída de Osvaldo da Silva, que pediu exoneração, Bosquet comanda a Semav pela segunda vez. Antes, esteve na Pasta durante quatro anos na gestão do ex-prefeito Milton de Mello (Tupã).

No início do ano passado, foi chamado por Bugalho para chefiar a Secretaria de Relações Institucionais. Com a exoneração de Silva, chegou a responder interinamente por duas secretarias.

Mas, com a insatisfação de partidos e vereadores, ele deixou a Secretaria de Relações Institucionais e permaneceu apenas na Semav. Nos bastidores, a informação é de que Bugalho já busca por um novo nome visando preservar sua administração e evitar novos conflitos.
 

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.