| Presidente Prudente/SP

Combatente e lançador de talentos: amigos descrevem Sérgio Jorge

ROGÉRIO MATIVE

Em 06/01/2018 às 10:20

Ex-vereador, radialista e professor, o "amigão da galera" faleceu na noite dessa sexta-feira (5), em decorrência de complicações causadas pela diabetes

(Foto: Arquivo/ Leandro Canônico/GE)

Com tantos adjetivos apontados pelos amigos e companheiros de profissão, talvez seja difícil escolher apenas um para definir Sérgio Jorge Alves. Ex-vereador, radialista e professor, o "amigão da galera" faleceu na noite dessa sexta-feira (5), em decorrência de complicações causadas pela diabetes.
 
"Homem do rádio, sua voz foi sempre ouvida e respeitada. Personalidade combativa, forte de caráter. O nosso Corintinha [Esporte Clube Coríntians] apesar de extinto perde seu filho mais querido. Enfrentou grandes batalhas como a sua luta para que não vendesse o Parque São Jorge [estádio do clube]. Foi uma voz solitária, mas foi uma voz forte. Foi professor, radialista, jornalista, comentarista, repórter de campo, vereador dos mais combativos por duas vezes, líder do governo Agripino [de Oliveira Lima, ex-prefeito] saindo da política com sua honra inabalada. Um homem muito digno e muito honesto", relata o empresário e ex-presidente do extinto Esporte Clube Coríntians, Pérsio Melem Isaac.
 
Para o radialista Luciano Sanches, o amigo de jornadas esportivas foi um professor na sala de aula e na vida. "Durante o tempo que convivi com o Sérgio e aprendi muito com ele. Não foi um professor apenas na sala de aula, foi um professor na vida", diz.
 
"É uma notícia triste. Mais uma vez o rádio está de luto, principalmente o rádio esportivo", fala Antônio Soares, que trabalhou com Sérgio Jorge na Rádio Difusora AM.
 
O "amigão da galera" também era conhecido por promover novos nomes na radiofonia prudentina. "Sérgio foi quem me abriu em definitivo as portas do jornalismo quando me permitiu ser plantão esportivo, repórter e narrador de jogos na antiga Rádio Piratininga e na Difusora. Meu amigo de uma vida", lembra o jornalista Marcos Tadeu Cavalcante.
 
"Fiz a minha primeira transmissão externa com o Sérgio Jorge, em Rio Claro. O jogo foi entre Velo Clube e Coríntians de Prudente. Ele narrador e eu fui repórter. Foi o dia que me deu o carinhoso apelido de 'Espertinho'", recorda o jornalista Homero Ferreira.
 
O jornalista cita um fato curioso, quando Sérgio Jorge disputou pela primeira vez uma vaga na Câmara Municipal. "Talvez poucos saibam. Sérgio Jorge foi correspondente da Rádio Bandeirantes de São Paulo, muito querido por Fiori Gigliotti, o locutor da torcida brasileira. Gigliotti chegou a gravar uma mensagem de recomendação para os desportistas prudentinos votarem no Sérgio para vereador", fala.
 
Sérgio Jorge Alves foi professor na rede pública de ensino, radialista, jornalista, político e dirigente esportivo.
 
Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.