| Presidente Prudente/SP

Da doméstica ao presidente: quem foi Agripino Lima

Políticos e população relatam vida do ex-prefeito de Prudente

ROGÉRIO MATIVE

Em 08/03/2018 às 14:17

Corpo do ex-prefeito Agripino lima é velado no Santuário Morada de Deus; enterro será no local

(Foto: Sérgio Borges/NoFoco)

Para muitos, um mito. O homem de personalidade forte, ousado e determinado durante sua trajetória pública como empresário e político recebe as últimas homenagens nesta quinta-feira (8). O corpo do ex-prefeito Agripino de Oliveira Lima Filho é velado no Santuário Morada de Deus, Álvares Machado, seguindo à risca seu desejo revelado aos familiares. Da doméstica ao presidente da República, a "lenda política" é descrita.

Devido à distância e falta de acessibilidade, o ex-prefeito ficou longe de quem o venerava: o povo. Aberto ao público às 9h, o velório segue abaixo da projeção de 15 mil pessoas. Porém, quem marcou presença para o último adeus se emocionou ao falar de Agripino Lima, que faleceu na tarde de quarta-feira (7) após passar dois meses internado e sofrer duas cirurgias.

"Igual ele, nunca mais. Não teve nenhum melhor que ele. O maior feito dele foi saciar a fome dos prudentinos. Quando a mãe do Adilson [um dos filhos de criação de Agripino Lima] faleceu, ela era inquilina da minha mãe, ela deixou sete filhos. O professor Agripino foi lá e pegou cinco no quintal para criar. Ele é um grande homem", revela a dona de casa, Jandira Ferreira, 66 anos.

Para ela, o velório deveria ser na área central da cidade. "O senhor Agripino não está alegre com isso. Ele era homem do povo. Era para todo mundo ver ele", reclama.

O Povo no Poder

A ligação com o povo é reforçada por Ismael Silva, que há décadas era a sombra de Agripino Lima desempenhando o papel de assessor particular. "O professor era um homem que saia na periferia, atendia os pobres. Isso marcou minha vida. Quando ele construiu o HU [antigo Hospital Universitário e atual Hospital Regional], ele ficava lá mais de 12 horas. Depois que inaugurou, ele ia visitar até os doentes", cita.

"O Agripino alavancou o progresso de Prudente, em todos os sentidos. Vai ficar na história da cidade. O Agripino era divertido, alegre. Era carismático. Frequentava o camelódromo. Um homem humilde", reforça.

Função permitida em campanhas passadas, Etelvina Francisca Leite, 75 anos, foi cabo eleitoral do ex-prefeito. "Trabalhei nas campanhas dele, do [Mauro, ex-deputado estadual] Bragato e do Chiquinho [Galindo]. O legado que fica é tudo isso que ele fez. Foi muito bem feito e muito bonito", fala.

"Depois que ele entrou na Prefeitura, pobre não sofreu mais. Os pobres estão chorando com essa morte. Uma vez, ele deu um monte de casas para os humildes. Fez a Cidade da Criança, que é a coisa mais linda", diz Antônia Gomes Paiva Vicente, 62 anos, mais conhecida como Toninha da Prefeitura por acompanhar os bastidores políticos e sessões da Câmara Municipal.

Empreendedor, louco e genial

O ex-vereador Jorge Galli realça o empreendedorismo de Agripino Lima. "O melhor prefeito de Prudente. Foi um grande empreendedor. Prudente cresceu muito através de seus programas e projetos sociais. A cidade deve muito a esse homem", pontua.

O jornalista Marcos Tadeu Cavalcante, atual chefe de Gabinete do Governo Nelson Bugalho, teve a experiência de viver os dois lados de uma relação efervescente com Agripino Lima. Como chefe de redação do Jornal O Imparcial, cobriu o primeiro mandato do ex-prefeito, que foi marcado por polêmicas. Depois, foi secretário de Comunicação na terceira passagem do político na Prefeitura.

"Agripino foi personagem único. Um ser humano com virtudes e defeitos como qualquer outro, mas com características próprias: genial, louco, amou como ninguém, brigou como poucos, lutou por muitos e venceu com todos os méritos mesmo nos momentos em que perdeu. Eu convivi com a maior fonte de notícias que a imprensa prudentina já teve. Como empresário, foi o maior gerador de empregos da cidade principalmente na década de 90. Agripino será tão somente Agripino, pois não haverá nenhum outro como ele" descreve.

Amizade de praticamente 50 anos com o ex-prefeito, Feiz Abbud reparte a história da cidade em dois capítulos. "Deixou um legado muito grande na política. Posso dizer com toda franqueza: a história de Prudente tem dois grandes capítulos, sendo um antes do Agripino e outro depois dele. A cada 100 anos deve surgir um Agripino na vida de Prudente", diz o presidente do PTB e ex-chefe de Gabinete de Nelson Bugalho.

"Tenho amizade e participação política com o Agripino desde 1970. Em 72, nos elegemos vereadores e depois, em 78, fomos candidatos à Prefeitura, eu como vice dele. Existem obras do Agripino que só couberam na cabeça dele. O HR é uma delas, como também a Unoeste e Cidade da Criança. Inúmeras obras que são marcantes na vida de Presidente Prudente", relembra.

Do Presidente

Companheiro de plenário na Câmara dos Deputados, o presidente da República, Michel Temer, lamentou a morte do ex-prefeito. "Compartilho com a família do amigo e colega de Constituinte, Agripino de Oliveira Lima, os meus sinceros sentimentos. Agripino Lima deixou sua marca como empreendedor. Criou empregos e gerou desenvolvimento em Presidente Prudente, no Oeste Paulista e em todo o Estado".

Ao lado de Temer, Agripino Lima foi deputado entre 1986 a 1988 participando da elaboração da Constituição de 1988.

A maior obra

Apontado como o sucessor de Agripino Lima na política, o empresário e ex-deputado federal Paulo Lima elege a maior obra feita pelo seu pai. "Meu pai deixou um legado muito grande. Ele foi um cometa gigante que passou por Prudente. Construiu hospital, escolas, postos de Saúde. Ele fez três grandes obras: Unoeste, HR e este Santuário. Para mim, o santuário é a maior obra que ele fez".

Velório

O velório aberto ao público segue até às 17h. O acesso é realizado pela estrada vicinal Vereador José Molina que leva ao distrito de Coronel Goulart. Já a saída ocorrerá pelo acesso à Rodovia Raposo Tavares (SP-270).
 
A Polícia Militar Rodoviária, bem como o policiamento de Álvares Machado e a Concessionária Cart oferecem apoio para todos os acessos ao Santuário Morada de Deus.
 
A empresa Jandaia colocou uma linha de ônibus do Terminal Urbano para o Santuário Morada de Deus, de hora em hora. O sepultamento na cripta da igreja está marcado para às 19h, sendo fechado ao público.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.