| Presidente Prudente/SP

Prudente atinge 391 casos de leishmaniose no ano

Da Redação

Em 14/12/2017 às 17:49

Leishmaniose é transmitida pelo mosquito-palha, sendo a segunda doença parasita que mais mata no mundo

(Foto: Arquivo )

Em 12 meses, 391 casos de Leishmaniose Visceral Canina (LVC) em Presidente Prudente. Os registros tiveram nova alta com a confirmação de mais 33 novos casos nesta quinta-feira (14). De acordo com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), 32 são autóctones, ou seja, contraídos no próprio município. 
 
Do total, a cidade contabiliza 376 registros autóctones e 15 importados neste ano. A Leishmaniose é transmitida pelo mosquito-palha, sendo a segunda doença parasita que mais mata no mundo.
 
Mapeamento
 
Neste último balanço, os bairros Vale Verde (3), Vila Comercial (2), Vila Santa Helena (2), Jardim Vale do Sol (2) e Parque Imperial (2) tiveram o maior número de casos. Já os demais apresentaram apenas uma ocorrência: Residencial Vitória Régia, João Domingos Neto, Floresta do Sul, Bairro do Bosque, Jardim Paulista, Residencial Universitário, Mário Amato, Vila Geni, Jardim Panorâmico, Jardim Novo Bongiovani, Jardim Humberto Salvador, Residencial Carandá, Itapura, Eldorado, Cobral, Parque Residencial Jardins e Jardim Everest. 
 
Como previnir
 
Ações de combate a leishmaniose são basicamente de conscientização educativa em relação aos cuidados nas residências. Isso porque, o controle da leishmaniose visceral depende de medidas como manter a poda de árvores, folhagens e grama dos quintais, além da saúde e a higiene dos animais, que devem usar coleira repelente de insetos e presos nas residências. 
Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.