| Presidente Prudente/SP

Vai viajar? Dirigir com chuva exige cuidados especiais

Da Redação

Em 03/01/2018 às 10:41

Em dias chuvosos, condutores devem redobrar a atenção ao volante e reduzir a velocidade

(Foto: Cedida/AI)

Com a chegada do verão, o tempo fica instável e há maior incidência de chuvas neste período. O motorista que trafega pelas rodovias deve redobrar a atenção sobre os equipamentos de iluminação do veículo e a velocidade, evitando, assim, o risco de colisões.

A chuva pode reduzir a visibilidade dos motoristas deixando a pista úmida e, consequentemente, mais escorregadia. As altas temperaturas também aumentam as possibilidades de pancadas de chuva ao fim do dia e a noite. Neste caso, os condutores devem redobrar a atenção ao volante e reduzir a velocidade para evitar acidentes.

Antes de pegar estrada o motorista deve checar as condições dos pneus, das lanternas, palhetas do limpador, limpeza e condições do para-brisa e seguir respeitando os limites de velocidade.

“A chuva na rodovia torna o trajeto mais arriscado para os motoristas, por conta da pista molhada e da visibilidade baixa. Com isso, o tempo de resposta da frenagem é um pouco mais demorado, principalmente, se algum pneu estiver careca. O motorista também deve considerar seus próprios limites, se a visibilidade for pequena, o melhor a fazer é parar no posto mais próximo, nas bases de Serviço de Atendimento ao Usuário ou em uma base da Polícia Militar Rodoviária”, alerta o coordenador de Saúde e Segurança da concessionária Cart, Nivaldo Bautz.

Seguindo com prudência

Se não puder evitar a estrada em um dia chuvoso, o motorista deve conferir se as luzes de freio e a lanterna estão funcionando corretamente. Para os caminhões vale também uma limpeza nas faixas refletivas. Durante o trajeto é adequado dirigir em velocidade compatível ao limite estabelecido pelas placas, manter distância do veículo da frente e o farol em luz baixa e evitar parar no acostamento.

Durante o período de chuvas, a orientação é ligar o ar-condicionado do veículo antes que o vidro do para-brisa comece a embaçar e prejudique a visibilidade de quem está ao volante. Para os veículos que não têm ar-condicionado, é importante utilizar o ar quente e frio direcionados para os vidros. Isso resolve o problema de forma rápida, mas como não retira a umidade do ar, o vidro volta a embaçar se o sistema de ventilação for desligado. Então, mantenha o sistema ligado.

É preciso, ainda, reduzir a velocidade, acender os faróis e prestar atenção nos veículos que estão à sua frente. Além disso, é necessário que o motorista mantenha a calma e redobre a atenção.

Se chover muito durante a viagem, o motorista pode procurar um ponto de apoio próximo à rodovia, como postos de combustível, e aguardar o tempo ruim passar. Se o condutor estiver viajando pelas rodovias da região, há a opção de parar em um dos SAUs que funcionam 24h por dia. Nas bases, o motorista encontra banheiros, fraldário, água, Wi-Fi gratuito.

O veículo precisa estar em condições adequadas antes de pegar a estrada. É necessário que o motorista faça a manutenção ou revisão periódica do automóvel de forma constante. As palhetas são indispensáveis durante uma chuva. Elas precisam funcionar adequadamente. O equipamento é responsável pela retirada da água do para-brisa em período de chuvas e requer uma atenção especial do motorista. Manter o vidro limpo também é importante.
 

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.