| Presidente Prudente/SP

Ele me deu a missão de continuar, diz Paulo Lima

Empresário cita "fardo" deixado pelo ex-prefeito Agripino Lima

ROGÉRIO MATIVE

Em 10/03/2018 às 13:12

Empresário revela que pretende continuar com o

(Foto: Sérgio Borges/NoFoco)

Filho caçula, o empresário e ex-deputado federal Paulo Cesar de Oliveira Lima foi o único da família de quatro irmãos a trilhar os passos do pai, o ex-prefeito Agripino de Oliveira Lima Filho, falecido nesta semana aos 86 anos. Ao falar sobre o legado deixado pelo patriarca, ele cita a missão de continuar na política e o "fardo pesado" que representa tal sucessão.

"Meu pai deixou um legado muito grande, baseado na fé e no amor. Ele foi um cometa gigante que passou por Presidente Prudente. Um homem que construiu hospital, igrejas, escolas, Cidade da Criança, asfaltou a cidade inteira, fez postos de Saúde. Trabalhou com muito afinco e determinação na área de educação, assistência social e religiosa. Ele acreditava que a fé tinha que estar presente na vida das pessoas. A vida é um relacionamento humano permanente", diz, em entrevista ao Portal.

Para Paulo Lima, o ex-prefeito de Prudente fez três grandes obras: "a Unoeste [Universidade do Oeste Paulista], o Hospital Universitário, que hoje é o Regional, e o Santuário Morada de Deus. Eu escolheria o santuário", elege.

"Meu pai é inigualável. A trajetória dele é um negócio brilhante. Uma história linda que ele construiu ao lado da minha mãe. Quero deixar registrado esse legado do meu pai junto com minha mãe, a professora Ana Lima. Meu pai foi um dos maiores constituintes, que mais produziu artigos para nossa Constituição", frisa o empresário.

Com tantas obras no currículo, o ex-prefeito é elevado como referência nas áreas da educação e saúde por Paulo Lima. "O meu pai construiu um legado de amigos, de idealistas, de pessoas que pensam. Ele é uma referência na área da educação privada e pública do nosso país. Ele é uma referência na área de saúde por ter construído um hospital com recursos próprios. Um hospital desses para construir hoje é R$ 1 bilhão. Ele construiu do bolso, sem nenhum real de recursos públicos, estadual, federal ou municipal. Ele fez esse hospital para pessoas pobres, carentes. Não fez esse hospital para ricos ou para ganhar dinheiro. Se fosse para ganhar dinheiro ele seria particular", pontua.

Perguntando sobre a continuidade da família na política, o empresário revela que pretende continuar com o "fardo" deixado por Agripino Lima. "Ele me deu essa missão de continuar, de ser sucessor desde pequeno. Ao mesmo tempo em que é um fardo pesado, devido o Agripino ser um homem inigualável, ninguém alcança esse ápice, ao mesmo tempo esse fardo é leve pela nobreza do ideal. Ele já mostrou o caminho, abriu as portas", fala.

"De tudo isso, meu pai sempre falou: temos que trilhar com a família e os amigos. Ter cuidado com os bandidos, os traidores e os ingratos. Pois, eles sempre tentam destruir sua obra porque tem inveja dela", conclui.
 

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.