| Presidente Prudente/SP

Por radares, Bosquet deve trocar Semav por Turismo

Bugalho caminha para sua 12ª mudança no alto escalação

ROGÉRIO MATIVE

Em 15/10/2018 às 17:07

Com a saída de Bosquet da Semav, a Prefeitura destrava o processo de licitação dos radares

(Foto: Arquivo/Marcos Sanches/Secom)

Nos próximos dias, o prefeito Nelson Bugalho (PTB) deve realizar mais duas mudanças no alto escalão de seu governo. Visando destravar a licitação para a retomada dos radares em Presidente Prudente, Oswaldo de Oliveira Bosquet fará uma troca de cadeira com Adauto Lúcio Cardoso, conforme apurou o Portal.

A possível troca no secretariado atende a um pedido do Ministério Público Estadual (MPE-SP), que recomendou o afastamento de Oswaldo Bosquet do cargo de secretário municipal de Assuntos Viários.

Em abril deste ano, o juiz da Vara da Fazenda Pública, Darci Lopes Beraldo, condenou em primeira instância Bosquet, o ex-prefeito Milton Carlos de Mello (Tupã), o empresário Eduardo Alvarez Conradt e a empresa Politran Tecnologia e Sistemas ao ressarcimento de R$ 2,2 milhões aos cofres públicos devido a contratação do serviço de monitoramento de velocidade implantado na cidade.

Os envolvidos podem sofrer a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco anos, além de multa de R$ 100 mil, cada, em ação civil pública por improbidade administrativa.

Destrava

Com a saída de Bosquet da Semav, a Prefeitura destrava o processo de licitação para a escolha da nova empresa que deve operar o serviço de radares em Prudente.

O novo modelo deve contar com mais pontos de monitoramento, entre eles as avenidas Alberto Bonfiglioli, Presidente Prudente (prolongamento da José Soares Marcondes) e Juscelino Kubitschek de Oliveira.

O Portal apurou que Bosquet deve seguir para a Secretaria Municipal de Turismo, enquanto que Adauto Cardoso assume o seu posto na Semav. Contudo, uma terceira opção é estudada e deve ser definida ainda esta semana.

Nesta segunda mudança, Carlos Alberto da Silva Corrêa (Casagrande) deixaria a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e assumiria a Semav, enquanto que Cardoso seguiria para a Sedepp.

Porém, Casagrande também sofreu obstáculos na Justiça. Em 2016, ele foi condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) por fraude em licitação para contratação de locação de enfeites natalinos em 2013. Além dele, mais duas pessoas tiveram que pagar R$ 68,4 mil.

"Não foi ratificado"

Questionada, a Prefeitura respondeu por meio da Secretaria Municipal de Comunicação em breve nota. "Mudanças em secretarias quando ocorre é anunciado pelo prefeito, até o momento não foi ratificado pelo chefe do Executivo", diz o texto.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.