| Presidente Prudente/SP

Meu compromisso não é com prefeito, diz Izaque Silva

Vereador tucano critica governo e declara independência em retorno

ROGÉRIO MATIVE

Em 06/02/2018 às 06:44

Tucano fez duras críticas ao prefeito Nelson Bugalho (PTB) e avisou que votará contra projetos com

(Foto: Maycon Morano/AI)

Independente. É desta forma que o vereador Izaque Silva se autoproclamou em relação ao PSDB - partido da base governista - durante seu discurso de retorno à Câmara Municipal de Presidente Prudente, na noite dessa segunda-feira (5), após deixar a cadeira de deputado federal na última semana. O tucano fez duras críticas ao prefeito Nelson Bugalho (PTB) e avisou que votará contra projetos com "divergências".

Sufocado pelo diretório municipal em 2016, quando sonhou em disputar como candidato a prefeito, Izaque Silva disse não ter compromissos com Bugalho. "Aqui em Presidente Prudente, todos acompanharam o desfecho das convenções partidárias. Antes de qualquer atitude, procurei o presidente do meu partido, o presidente da Casa e o prefeito para falar do meu retorno. O meu compromisso nessa Casa não é com o prefeito. É com o povo", discursou na tribuna.

"Não tive ainda uma conversa com o nobre vereador Rogério Galindo, que é o líder do meu partido, e nem uma orientação de como proceder. Mas deixo claro, minha posição será sempre a favor da população. Sou do PSDB, porém, aquilo que houver divergência e não ter diálogo, votarei contra. Se a decisão partidária for contra qualquer situação que desagrade a população", avisou.

Em seu retorno, o tucano afirmou que está "muito a vontade" para legislar. "Minha posição será sempre de diálogo. Porém, minha posição é em defesa do melhor para nossa população mesmo sabendo que o PSDB tem seus programas e suas propostas. Eu não apoiei o prefeito Bugalho, não votei no prefeito Bugalho. Então, estou muito a vontade para legislar nesta Casa de acordo com minha consciência", frisou.

Independência ou saída?

Além de mostrar sinais claros de oposição ao atual governo, o vereador revelou uma possível vontade de deixar a sigla ao se autoproclamar independente na Casa de Leis. Atualmente, o PSDB conta com quatro vereadores, que teoricamente pertenceriam à base aliada. Contudo, as votações no Legislativo mostram a falta de sintonia entre diretório e parlamentares.

"A princípio, terei uma conversa com o líder e o partido. Vou me colocar como independente. Quero reconhecer o terreno. Pelo que vejo, a situação está muito ruim. A coisa está muito feia. Deixo claro ao meu líder, que a minha posição até que o partido venha conversar e explicar a situação é de independência nessa Casa", disse.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.