Segunda-feira 1 de maio de 2018 | Presidente Prudente/SP

Bragato e Bugalho ignoram reunião por flexibilização; Ed cita indignação

Encontro reuniu prefeitos da região pela reabertura do comércio

ROGÉRIO MATIVE

Em 15/06/2020 às 22:49

Reunião contou com a presença de 10 prefeitos, dois deputados e três associações da região

(Foto: Cedida/AI)

Nesta segunda-feira (15), prefeitos da região do Oeste Paulista, representantes de associações e os deputados Ed Thomas (PSB) e Reinaldo Alguz (PV) apresentaram uma proposta ao Governo do Estado para manter o comércio aberto após a cidades sofrerem com o rebaixamento para a fase vermelha do plano de flexibilização da quarentena. O encontro foi marcado pelas ausências do prefeito de Presidente Prudente, Nelson Bugalho, e a do deputado Mauro Bragato, ambos do PSDB.

O 'sumiço' dos tucanos na reunião realizada no Palácio dos Bandeirantes com o secretário estadual de Desenvolvimento, Marcos Vinholi, tem uma explicação: Bragato agendou um novo encontro para terça-feira (16).

A medida desagradou o deputado estadual Ed Thomas, que criticou a postura adotada por Bugalho e Bragato. "A culpa não é do senhor [ao falar ao Marcos Vinholi] por essa divisão. Estou colocando aqui minha indignação pelo fatiamento dos 53 municípios do Oeste Paulista. Entendo o prefeito Nelson Bugalho, que talvez tenha acontecido alguma situação. Mas, pedi para estarmos juntos nessa reunião", desabafou.

Faltou boa vontade

"Não sei se na reunião de amanhã todos poderão estar. Todos estão aqui juntos, não tem prefeito de cidade grande ou de cidade pequena. Todos são prefeitos. Poderíamos estar todos somados, mas não sabe dividir quem não sabe somar. Preciso fazer esse desabafo porque o governo teve a boa vontade em nos atender. E muitos não tiveram a boa vontade de participar", frisou o deputado.

Na reunião desta segunda-feira, estiveram presentes os prefeitos de Dracena, Anhumas, Taciba, Maracaí, Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Quatá, Martinópolis, Marabá Paulista e Sagres, além de representantes da União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (Unipontal), Consórcio Intermunicipal de Saúde da Alta Paulista (Cisap) e da Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista (Amnap).       

"Junto com o Reinaldo Alguz, deputado que está aqui, promovemos essa reunião. Parece que vai ter mais desdobramentos amanhã, pois foi convocada uma outra reunião", alfinetou.

Pedido para manter comércio aberto

Segundo Ed Thomas, foram apresentados números sobre a estrutura da região que justificam a manutenção do comércio aberto. "Nós pontuamos aqui que os nossos números são melhores do que do governo [do Estado], que nós temos condição de flexibilizar e de continuar [com o comércio] aberto sim. O perigo de fechar é, realmente, de degringolar [a saúde financeira dos estabelecimentos]", disse.

"Se a gente fechar, 30% a 40% não vão conseguir reabrir mais", cravou.

Três propostas

"Trouxemos três propostas: uma de verificação para prorrogar esse fechamento, junto com isso uma proposta para fazer exames sistemáticos criando uma modelagem de verificação em todas ass pessoas. E, paralelo a isso, aumentar o número de leitos. O governo falou que vai estudar", comentou o deputado Reinaldo Alguz.

Iniciada por volta das 16h, a reunião teve mais de três horas de duração.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.