Segunda-feira 1 de maio de 2018 | Presidente Prudente/SP

Estado promete abertura de 10 leitos de UTI para 'salvar' Prudente

Bugalho reclama de falta de interesse de Ed e prevê saída da fase vermelha

ROGÉRIO MATIVE

Em 23/12/2020 às 11:39

Atualmente, 73 prudentinos seguem internados com covid

(Foto: Diego Vara/EBC)

Nos próximos dias, o Governo do Estado de São Paulo deve reabrir 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Regional de Presidente Prudente e, assim, salvar a região que enfrenta fila de espera para internações de casos graves provocados pelo coronavírus. A informação foi revelada pelo prefeito Nelson Bugalho (PSDB), nesta quarta-feira (23).

De acordo com o tucano, que deixa o comando do Executivo no dia 31, a promessa foi feita pelo secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, no mesmo dia em que a região de Presidente Prudente foi rebaixada para a fase vermelha do plano de flexibilização da quarentena. A partir do dia 25, o comércio deverá fechar as portas novamente.

"Nós atendemos toda a região, que vem para Prudente. E o que colocou a região na fase vermelha foi a ausência de leitos de UTI para atender a população. Só para registrar que a nossa região, na proporção de leitos/UTI a cada 100 mil habitantes, sempre teve poucos leitos. Já é uma questão que se arrasta há anos numa região que soma 1 milhão de habitantes", reclamou, em entrevista ao vivo ao jornalista André Coutinho, da Rádio Band News FM de São Paulo.

Segundo Bugalho, a Prefeitura negocia a contratação de mais 19 leitos de enfermaria em cidades da região como forma de amenizar o impacto sofrido nos últimos dias. Contudo, aponta a desativação de leitos de UTI em dois hospitais da cidade por falta de verbas estaduais. 

"A Prefeitura de Prudente conseguiu adquirir leitos de enfermaria em outras cidades. Cinco em Presidente Venceslau, além de outros 19 leitos em outras cidades. O problema que ocorreu em Prudente foi quando a pandemia estava sendo controlada, em agosto e setembro, o Hospital Regional e a Santa Casa desativaram leitos de UTI Covid. E quando a pandemia retomou novamente com força, como agora, esses leitos estão desativados", expôs.

Em breve, o HR deve reabrir 10 leitos de UTI, segundo ele. "Nós, agora, estamos tentando junto ao Governo do Estado de São Paulo para que eles leitos sejam novamente implantados. Ainda ontem, conversei com o secretário Marcos Vinholi, que me garantiu mais 10 leitos seriam implantados no HR", revelou.

"Se esses leitos forem efetivamente implantados com rapidez nos próximos dias, pelo menos nesse aspecto, nós teremos condições de sair da fase vermelha na nova atualização do Plano São Paulo, dia 7 de janeiro. Evidentemente e não acontecer outro imprevisto", projetou o prefeito.

"Falta de interesse"

Questionado sobre o curto período que ainda tem à frente da Prefeitura e a transição com a nova gestão, Bugalho reclamou do 'desinteresse' de Ed Thomas (PSB) em acompanhar as tratativas com o Estado.

"O prefeito que assume, ele formalmente disse que não gostaria de fazer uma transição do governo. Portanto, não sabemos sequer quem será o novo secretário de Saúde. Deveria ter um interlocutor do prefeito eleito para se inteirar sobre esses assuntos, principalmente sobre o enfrentamento ao coronavírus. Então, estamos sem saber com quem falar. Mas, isso foi a vontade expressada oficialmente pelo prefeito, o que nos causa muita preocupação. Uma nova equipe assume daqui uns dias a Saúde e a gente não sabe em qual sentido que essa equipe caminhará", falou.

Rebateu as críticas

Ouvido pelo Portal, o prefeito eleito Ed Thomas rebateu as críticas disparadas por Bugalho. "A ausência na saúde não foi minha. Ele que é o prefeito e olha o estado que chegamos. Ele faz parte do comitê [de contingenciamento] do Estado. Acompanhei e busquei recursos no Estado e Governo Federal. Participei de 14 videoconferências com Ministério da Saúde buscando mais recursos", devolveu.

Afirma possuir 20 leitos de UTI

O HR de Prudente enviou nota por meio de sua assessoria de imprensa afirmando que possui 20 leitos de UTI, sendo 10 reabertos no dia 5 deste mês.

"O Hospital Regional de Presidente Prudente 'Dr. Domingos Leonardo Cerávolo' informa que a Secretaria de Estado da Saúde do Governo de São Paulo direcionou no dia 5 de dezembro mais dez leitos de UTI para tratamento de pacientes acometidos pela COVID-19 na unidade, dobrando a capacidade de leitos de Terapia Intensiva exclusivos para casos graves do coronavírus", diz o texto.

*Atualizada às 17h35 para acréscimo de nota enviada pelo HR

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.