| Presidente Prudente/SP

DEM pede que voto de candidato sem registro vá para partido

Agência Brasil

Em 26/01/2011 às 09:15:11

O DEM ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) uma ação contestando a constitucionalidade de uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determina que a legenda não pode receber os votos dos candidatos considerados inelegíveis. A ação também contesta uma interpretação do TSE sobre um artigo da Lei das Eleições inserido na minirreforma eleitoral de 2009. 

Ao julgar um caso concreto, em março do ano passado, o TSE entendeu que os votos dados a candidato sub judice que for considerado inelegível no final do processo não devem ser computados para o partido ou para a coligação. Na ação, o DEM lembra que há outras ações no Supremo, uma delas de autoria do próprio partido, que contestam a legalidade das normas que impedem que os votos sejam computados para os partidos. 

As duas ações foram distribuídas para o ministro Joaquim Barbosa, enquanto a ação ajuizada na última semana ainda não tem relator. Caso o STF acate a demanda do partido, a composição da Câmara dos Deputados e das assembleias legislativas podem mudar em todo o país. Mas a Corte só se posicionará sobre o assunto após o recesso do Judiciário, que termina na semana que vem.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.